Olivia Harris/Reuters
Olivia Harris/Reuters

Pedrosa fatura GP e Rossi sofre punição por toque em Márquez

Corrida na Malásia esquenta briga pelo título na categoria

Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2015 | 09h50

A etapa da Malásia esquentou a briga pelo título da temporada 2015 da MotoGP neste domingo. Mas não por causa da dobradinha espanhola de Dani Pedrosa e Jorge Lorenzo no pódio, com Valentino Rossi em terceiro lugar. O duelo pelo troféu ganhou ares dramáticos em razão de um toque do italiano em Marc Márquez, outro espanhol, na disputa pela terceira colocação. Márquez caiu na pista e abandonou a corrida, enquanto Rossi foi punido. Terá que largar da última posição do grid na última etapa, em Valência.

Rossi recebeu a dura punição por ter sido considerado culpado pelo toque entre os dois pilotos, ainda na 7ª volta. Pelas imagens de vídeo, é possível ver o italiano movendo seu joelho esquerdo em direção ao rival quando estão bem próximos, numa tentativa frustrada de Márquez de fazer a ultrapassagem. O toque desloca o espanhol, que sofre a queda e deixa a corrida mais cedo.

O movimento polêmico de Rossi na disputa gerou revolta por parte da equipe Honda. Outros pilotos pediram punição em pontos ao italiano, que segue líder do campeonato. Mas a direção de prova penalizou o piloto da Yamaha com a última colocação no grid da corrida final da temporada. A equipe já anunciou que vai recorrer.

Se mantida a punição, Rossi terá dificuldade em buscar mais um título para sua coleção. Ele lidera o campeonato com apenas 7 pontos de vantagem sobre Lorenzo: 312 contra 305 pontos. Somente uma forte corrida de recuperação na Espanha, no dia 8 de novembro, faria o italiano assegurar a conquista.

Antes da polêmica, os líderes do campeonato protagonizaram bons duelos na pista. Pedrosa largou na pole position em Sepang e não teve maiores problemas para sustentar a posição até o fim. Venceu com quatro segundos de vantagem sobre Lorenzo. O vice-líder da temporada largou mal ao perder duas posições. Mas se reabilitou rapidamente, com direito a uma boa ultrapassagem sobre Rossi, para garantir o segundo lugar.

O piloto italiano oscilou menos ao longo da prova. Durante a maior parte da corrida, esteve em duelo com Lorenzo ou Márquez. Até que derrubou o segundo e não sofreu mais para chegar ao pódio. O toque aumentou a rivalidade entre os dois pilotos, que já vinham trocando farpas em entrevistas. Recentemente, Rossi acusou Márquez de ajudar o compatriota Lorenzo na briga pelo título.

Fora da polêmica e da briga pelas primeiras posições, o britânico Bradley Smith cruzou a linha de chegada em quarto lugar. Foi seguido do compatriota Cal Crutchlow, do italiano Danilo Petrucci, dos espanhóis Aleix Espargaró, Maverick Viñales e Pol Espargaró, e do alemão Stefan Bradl.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.