Pela 3ª vez seguida, Minas ganha o Troféu José Finkel

O Minas confirmou, neste sábado, que realmente manda na natação brasileira em termos de clubes. Com larga folga na classificação final, os mineiros conquistaram pela nona vez o título do Troféu José Finkel - o Campeonato Brasileiro Absoluto -, sendo o terceiro de forma consecutiva. O segundo lugar ficou com o Corinthians, que foi a sede do evento, e a terceira colocação foi do Pinheiros (SP).

AE, Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 22h01

Nas provas do último dia de competição, Marcelo Chierighini, do Pinheiros, venceu os 100 metros livre com o tempo de 49s20 e por 20 centésimos de segundo não crava o recorde de campeonato que pertence a Nicholas dos Santos desde 2009 (49s00). Henrique Rodrigues, também do Pinheiros, e Vinícius Waked, do Fluminense, também nadadam na casa de 49 segundos. Henrique marcou 49s81 e Vinícius, 49s93.

"O tempo foi bom sim, levando em conta o clima. Mas isso não deve importar porque o atleta tem que se superar pra fazer o melhor pelo clube. Eu estava treinando para o Mundial (Mundial de Barcelona) e é normal uma queda, mas eu dei aqui o meu 100%, ajudei o meu clube a pontuar e até que gostei do meu tempo", disse Chierighini.

Entre as mulheres, o destaque foi a holandesa Frederike Heemskerk, do Minas, que com 54s74 bateu o recorde de campeonato e venceu a brasileira Daynara de Paula, do Sesi/SP (55s52), dona do recorde anterior dos 100m livre (55s21), superado em 2009. "Fiquei muito feliz com esse tempo. Eu não esperava. Pensava em fazer 56s, que já seria um bom tempo, mas nadei o tempo inteiro atrás da Frenk e me surpreendi com o resultado. Ajudei bastante o Sesi e saio muito feliz da competição" disse Daynara.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoTroféu José Finkel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.