Pelo Botafogo, Marcelo Veiga reencontra o Bragantino

Técnico, que deve levar o time de Ribeirão para a próxima fase, enfrenta o ex-clube, em que ficou por 5 anos, pela 1ª vez

RIBEIRÃO PRETO, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2013 | 02h03

Oito meses depois de deixar o Bragantino, o técnico Marcelo Veiga reencontra pela primeira vez o clube em que trabalhou por quase cinco anos. Atualmente ele comanda o Botafogo e chega nesta penúltima rodada do Paulista diante do seu ex-time brigando pelas duas últimas vagas às quartas de final. O jogo será às 18h30 no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

O Botafogo depende apenas de si para carimbar a vaga. Está no G-8, com 28 pontos. Caso os donos da casa vençam, abrem sete pontos do Linense e do próprio Bragantino, que têm 24. Para superar o ex-time, Marcelo Veiga tem problemas. Os volantes Zé Antônio e André e o atacante Nunes estão suspensos.

Em compensação, o técnico Mazola Júnior faz mistério no Bragantino. Com o time desgastado pela vitória de quarta-feira sobre o Águia Negra-MS, ele pretende mandar a campo quem estiver melhor fisicamente.

No ABC. Dependendo apenas de suas forças, o São Bernardo entra em campo pensando exclusivamente em eliminar de vez as chances de rebaixamento. E hoje não terá vida fácil diante do Mogi Mirim, uma das sensações da competição, às 18h30.

O time do ABC espera acabar com o jejum de cinco jogos sem vitórias, sendo dois empates e três derrotas. O Mogi vive situação inversa, com cinco jogos de invencibilidade. Nas últimas cinco rodadas, foram quatro vitórias e um empate. A boa fase colocou o time nas primeiras posições, com 33 pontos, e brigando diretamente pela vice-liderança.

Em Campinas. A Ponte Preta perdeu a invencibilidade na temporada no último final de semana ao ser derrotada pelo Palmeiras e o time quer mostrar que isso já é passado. Agora, o foco está no Mirassol, adversário de hoje, às 18h30, no Estádio Moisés Lucarelli, e que pode garantir a presença campineira no G-4 e complicar a vida do visitante em termos de rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.