Pelo menos nesta semana, Lin é o mais popular em NY

Apesar de ter o Madison Square Garden como casa, o New York Knicks sempre foi a ovelha negra dos grandes times de Nova York. A equipe de basquete não encantava os moradores da cidade como o Yankees no beisebol ou o Giants no futebol. Neste ano, mais uma vez, parecia que os Knicks rumavam para uma temporada perdedora, sem graça, com um público de turistas e não verdadeiros fãs. Os nova-iorquinos sentiam falta de ídolos no basquete.

O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2012 | 03h04

Nos jornais, até uma semana atrás, a discussão era sobre uma possível troca de técnicos no meio da temporada. Tudo mudou quando, do nada, surgiu Jeremy Lin. Em poucos dias, ele se transformou na salvação dos Knicks.

Depois de seu incrível desempenho, foi parar nas capas do New York Times e de todos os tablóides da cidade. Nos escritórios e nos programas de TV, até o título do Super Bowl havia sido esquecido. Todos falavam apenas de Jeremy Lin.

Pelo menos, nesta semana, Lin é mais popular do que Derek Jeter e Eli Manning. Isso sem ter uma World Series ou um Super Bowl. GUSTAVO CHACRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.