Peñarol e decisão continental embalam uruguaios

BUENOS AIRES

,

21 de julho de 2011 | 01h05

O Uruguai passou os últimos 11 anos longe de decisões, amargando desgostos, decepções e ausências em Copas do Mundo. Agora, com uma final de Libertadores disputada pelo renascido Peñarol e com a ida da seleção à decisão da Copa América, chegou a hora de pensar num título.

Depois de 11 anos sem que a seleção fosse a uma final do torneio continental o jejum a ser quebrado são os 17 anos sem conquistar nada. Jogadores do Uruguai, empolgados com a campanha na Argentina e ainda embalados com o sucesso que já haviam obtidos no ano passado, na África do Sul, afirmam que chegou o momento deles quererem mais.

"Mostramos que estamos prontos para sermos campeões", declarou o meia Alvaro Pereira, um dos destaques do time na Copa América - ele tem um gol na competição e, na semifinal, foi quem lançou para Suárez fazer o segundo contra o Peru.

O astro do time uruguaio, Diego Forlán, reforçou várias vezes em suas entrevistas logo após a vitória sobre o Peru o fato de o time do Uruguai estar com a mesma base há bastante tempo.

"São muitos anos trabalhando juntos. Acho que merecíamos ter ido a esta final. E agora vamos trabalhar com ficar com o título", afirmou o camisa 10.

De fato, são cinco anos de entrosamento. Desde 2006, quando o técnico Oscar Tabárez assumiu o cargo, o grupo uruguaio é praticamente o mesmo, com algumas trocas pontuais, como por exemplo o goleiro Muslera.

Ele virou titular só depois que a equipe teve de administrar resultados ruins ocasionados por falhas de outros goleiros.

Mas a vontade de, finalmente, levantar um troféu é flagrante nas palavras dos jogadores.

"O nosso primeiro objetivo era chegar à final. À medida em que foi passando a competição, nos demos conta de que podíamos ser campeões", disse o atacante Luis Suárez.

"Somos um grupo que está há muito tempo jogando junto. Chegou o momento de ganharmos um torneio", falou Loco Abreu.

Sem espaço para ser titular, Loco Abreu afirma saber administrar sua situação. "Sei que o Luisito (Suárez) é o titular. Torço muito por ele.", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.