Reuters
Reuters

Pentatlo moderno muda regras para ficar 'mais emocionante'

O circuito terá mudanças na corrida e no tiro

AE, Agência Estado

10 de janeiro de 2013 | 18h09

RIO DE JANEIRO - Responsável por uma das medalhas do Brasil nos Jogos de Londres, o pentatlo moderno contará com mudanças em suas regras a partir deste ano. O esporte terá alterações na corrida e no tiro (há ainda esgrima, natação e hipismo), com o objetivo de tornar a modalidade "mais atrativa" para o público.

Pelas novas regras, o atleta terá que completar quatro voltas de 800 metros na corrida e fazer quatro séries de disparos no alvo, no evento combinado com o tiro. No saldo final, a distância aumentará para 3.200 metros e os acertos subirão para 20, com tempo de 50 segundos para atingir os cinco alvos de cada série.

Antes das alterações, a corrida consistia em apenas três voltas de 1.000 metros e 15 acertos, com 1min10s de tempo para cada uma das três séries. Trata-se da segunda grande mudança de regras no esporte, que passou a adotar o evento combinado de tiro e corrida somente em 2009.

"Com relevante agilidade, as federações internacionais aprovaram por ampla maioria ampliar a duração do evento combinado para quatro voltas no circuito. A Assembleia da UIPM acredita quer tornar o Pentatlo Moderno ainda mais atrativo para o público e para a mídia", afirmou Hélio Meirelles, presidente da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM).

As federações mantiveram as regras da esgrima, natação e hipismo. O atleta que somar o maior número de pontos nestas provas tem o privilégio de sair na frente dos demais competidores na combinação corrida/tiro. "Um bom atirador que reúna boa velocidade na corrida em relação aos demais pode superar os que largaram na sua frente e se sagrar o campeão da competição", comparou o dirigente brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
pentatloCOBmudançasjogos de 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.