Pequim convocará 90 mil policiais para os Jogos Olímpicos

Preocupado com a segurança na Olimpíada de 2008, o Comitê Organizador dos Jogos de Pequim convocará mais de 90 mil agentes de polícia para trabalhar na competição, informou neste domingo a imprensa local. Milhares trabalhadores da área de vigilância e voluntários também serão chamados.Desde de abril do ano passado, os agentes estão passando por um treinamento especial e novos grupos serão submetidos ao mesmo tipo de preparação até às vésperas dos Jogos, que terão início no dia 8 de agosto. Ainda de acordo com os jornais chineses, foram realizadas simulações de ataques bioquímicos em Qingdao, onde serão realizadas as provas de vela. O plano de segurança será posto à prova no segundo semestre de 2007, quando se realizam 26 diferentes eventos esportivos internacionais nas sedes que serão utilizadas na Olimpíada. O Comitê afirmou que os gastos com segurança não serão superior ao implantado em Atenas-2004, que investiu mais de 1 bilhão de euros (cerca de R$ 2,8 bilhões).AlimentaçãoTambém preocupado com o bem-estar dos turistas que irão acompanhar a competição no próximo ano, o Comitê Organizador está elaborando uma lista com os 300 "restaurantes mais saborosos" para orientar os visitantes. Na relação, estarão incluídos não só restaurantes de comida chinesa, mas também de menus estrangeiros, como russos e árabes."Pequim acolherá amigos de todo o mundo e faremos com que se sintam em casa e desfrutem da cozinha chinesa", disse Wang Weiping, subdiretor do Escritório de Comércio da cidade.Os restaurantes selecionados foram escolhidos por meio de uma votação na internet, que recebeu mais de um milhão de votos. "O escritório e as associações gastronômicas revisaram os restaurantes recomendados e seus serviços, higiene, entorno, serviços e administração", acrescentou Wang.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.