Yu Shihai/Reuters
Yu Shihai/Reuters

Pequim se candidata a receber Jogos Olímpicos de Inverno de 2022

Capital chinesa deve ter como concorrentes a sede as cidades de Almaty, Oslo, Munique e Lviv

Agência Estado

05 de novembro de 2013 | 09h41

PEQUIM - Pequim e Zhangjiakou, cidade que fica ao norte da China, lançaram uma candidatura conjunta para receber os Jogos de Inverno de 2022. A agência oficial de notícias do país, Xinhua, informou que o Comitê Olímpico Chinês enviou uma carta ao Comitê Olímpico Internacional (COI), no último domingo, para formalizar o seu desejo de abrigar a competição. De acordo com a agência, a candidatura conta com o apoio do governo da China, que teve Pequim abrigando os Jogos Olímpicos de Verão de 2008. Zhangjiakou, por sua vez, é uma cidade que fica em uma região montanhosa, a cerca de 160 km a noroeste de Pequim, na província de Hebei.

O próximo dia 14 de novembro é o prazo final para apresentação ao COI de candidaturas para abrigar os Jogos de Inverno de 2022. Almaty, no Casaquistão, já se apresentou oficialmente como candidato a sede do evento. Outros potenciais concorrentes a este objetivo são as cidades de Oslo, na Noruega, Munique, na Alemanha, e Lviv, na Ucrânia, além de uma possível candidatura conjunta de Polônia e Ucrânia. O COI irá escolher em 2015 a cidade eleita como sede dos Jogos de Inverno de 2022. Pyeongchang, na Coreia do Sul, irá receber a edição de 2018 da competição, enquanto Tóquio abrigará a Olimpíada de Verão de 2020, quatro anos após o Rio sediar o principal evento olímpico do planeta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.