Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

Perto da despedida, Mo Farah vence nos 3.000m em etapa da Diamond League

Fundista vem de duas medalhas no Mundial de Londres e se emociona após fazer última prova em solo britânico

Estadão Conteúdo

20 de agosto de 2017 | 15h58

Após brilhar no Mundial de Londres, há uma semana, o britânico Mo Farah voltou a se destacar neste domingo ao vencer a prova de 3.000 metros na etapa de Birmingham da Diamond League, novamente diante de sua torcida. Perto da despedida, ele disputou sua última prova em pista em casa.

Vindo de um ouro (10.000m) e uma prata (5.000m) no Mundial de Atletismo, ele completou a distância de 3.000m com o tempo de 7min38s64. O espanhol Adel Mechaal chegou em segundo lugar, com 7min40s34, e o queniano Davis Kiplangat faturou a medalha de bronze, com 7min40s63.

"As emoções vieram à tona nesta competição, não tanto quanto na Olimpíada de Londres-2012, mas esta é a minha última vez competindo em casa e eu realmente aproveitei", comemorou Mo Farah, antes de agradecer o apoio dos fãs. "Eles foram incríveis. É para isso que sonhamos. Recebi um apoio incrível ao longo de toda a minha carreira e eles me seguiram nesta jornada. Então, obrigado a vocês", declarou.

A despedida final do corredor nas pistas acontecerá na próxima quinta-feira, na etapa de Zurique da Diamond League, na Suíça. Depois disso, o tricampeão mundial e bicampeão olímpico dos 10.000 metros abandonará as pistas para se dedicar a corridas mais longas, como a maratona.

Mo Farah não foi o único campeão mundial a se destacar em Birmingham uma semana depois da competição disputada em Londres. Medalhista de ouro no salto em altura na capital britânica, o catariano Mutaz Essa Barshim anotou a melhor marca da temporada, ao saltar 2,40 metros. Com esta performance, ele mostrou que está cada vez mais perto do recorde mundial, de 2,45m, que ainda pertence ao cubano Javier Sotomayor.

Nos 100 metros, sem maiores estrelas, o britânico Chijindu Ujah faturou a vitória ao completar a distância com 10s08. Ele liderou um pódio totalmente britânico na tradicional prova. James Dasaolu levou a prata, com 10s11, e Zharnel Hughes ficou com o bronze, com 10s13. Ujah havia liderado o time da Grã-Bretanha na conquista do ouro no revezamento 4x100m em Londres.

Nos 200 metros, o turco Ramil Guliyev repetiu o triunfo, desta vez com o tempo de 20s17. O norte-americano Ameer Webb anotou 20s26 e o canadense Aaron Brown levou o bronze, com 20s30.

No feminino, a grega Ekaterini Stefanidi voltou a brilhar no salto com vara. Ao saltar 4,75 metros, ela faturou a 12ª vitória seguida na carreira. No lançamento do disco, a croata Sandra Perkovic, bicampeão mundial, confirmou o favoritismo ao vencer com 67,51 metros.

Nos 100 metros, a jamaicana Elaine Thompson retomou o domínio da prova ao vencer com o tempo de 10s93, após decepcionar em Londres, quando não passou do quinto lugar na final da tradicional prova de velocidade. A marfinense Marie Josee Ta Lou levou a prata, com 10s97, e a jamaicana Jura Levy chegou em terceiro, com 11s08.

Única brasileira competindo nesta etapa da Diamond League, Rosângela Santos teve desempenho discreto. Ficou na última colocação nas eliminatórias, com o tempo de 11s92. No Mundial de Londres, ela terminara na sétima colocação, na final da prova.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
AtletismoAtletismoMo Farah

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.