Perto de título na maratona aquática, Ana Marcela comemora ano

Simples participação da nadadora na etapa de Hong Kong garante taça do Circuito Mundial de Maratonas Aquáticas para baiana

Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2014 | 19h33

Ana Marcela Cunha depende apenas de um mergulho para conquistar o título do Circuito Mundial de Maratonas Aquáticas. Medalhista em todas as sete etapas da temporada, ela lidera com gigantesca folga de pontos e só não pode se dizer ainda campeã porque o regulamento exige que os candidatos ao título participem da etapa final, que acontece no próximo fim de semana, em Hong Kong.

"Já que o título está garantido, bastando participar da última prova, como manda o regulamento, minha motivação é medalhar. Em cada travessia, enfrentei condições diversas (sol, chuva, vento, correnteza, água gelada), e ao menos uma adversária de peso, e isto me dá mais experiência e confiança em ser uma atleta mais completa. Não será diferente nesta etapa final", dia Ana Marcela.

A baiana começou a temporada com uma prata e um bronze, sempre atrás de Poliana Okimoto, e só conseguiu vencer sua maior rival na terceira etapa, em Setúbal (Portugal), ficando com o ouro. Depois disso Poliana se machucou e abriu o caminho para o título de Ana Marcela, que venceu as quatro etapas seguintes.

Em Hong Kong, Ana Marcela poderá provar sua força. Afinal, pela primeira vez na temporada vão estar reunidas quatro das principais atletas da atualidade: Ana Marcela, Poliana, a britânica Kari-Anne Payne (campeã mundial em Xangai/2011) e a alemã Angela Maurer (bronze no Mundial de Barcelona/2013). Payne estreia na temporada, enquanto Maurer só participou de quatro provas (fez dois bronzes).

Poliana liderava quando sofreu um fissura na coluna cervical durante a etapa de Setúbal. Ficou afastada para se tratar e voltou sem chances de título. Mesmo assim, tem um ouro e três pratas em quatro etapas disputadas.

"Foram seis semanas com fisioterapia e repouso. Não podia fazer nada, nenhuma espécie de treino. Mas, graças a Deus, estou totalmente recuperada, sem sentir nada e já voltei a nadar de forma competitiva", comentou Poliana, prata na etapa da China, sábado passado.

Tudo o que sabemos sobre:
maratonas aquáticasAna Marcela Cunha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.