Divulgação
Divulgação

Pesos-pesados da seleção de judô treinam para 'queimar' gorduras

Rafael Silva, David Moura e Walter Santos tentam ganhar agilidade

Estadão Conteúdo

18 Março 2015 | 18h06

Imbatível desde os Jogos de Pequim, Teddy Riner é atualmente o grande nome do judô. O francês revolucionou a categoria dos pesos-pesados trocando peso por agilidade e agora serve de exemplo inclusive para os judocas da seleção brasileira. Rafael Silva, David Moura e Walter Santos estão em São Paulo para um camping de treinamento, em atividade que visa, entre outras coisas, a queima de gorduras.

"O objetivo, no caso específico dos pesados, é o ganho de massa muscular e a perda de gordura, tendo como consequência o ganho de força", comenta Gisele Lemos, nutricionista da seleção. "Engana-se quem acha que, por não haver limite de peso, eles podem comer o que quiserem, independentemente da qualidade e da quantidade", complementa.

O trabalho dela é complementado pelo dos preparadores físicos, equipe comandada por Wagner Zaccani. "A prioridade nesta preparação física, em especial, é um trabalho de força. Mas, aqui estamos trabalhando de uma forma mais individualizada de acordo com a demanda de cada atleta", conta ele.

Além dos três atletas da seleção brasileira, o camping conta com João Marcos Cesarino, Juscelino Nascimento, Hugo Praxedes, Isaque Conserva e Matheus Rocha, que treinam como convidados da Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

Mais conteúdo sobre:
judô Rafael Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.