Amy Sussman/AFP
Amy Sussman/AFP

Pesquisa dos EUA aponta que torcedores do país não voltarão aos jogos sem vacina contra a covid-19

Mesmo que retomem as atividades, milionárias ligas norte-americanas de basquete e futebol sofreriam com ausência de fãs nas arquibancadas

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2020 | 11h39

O mundo do esporte está paralisado em razão da pandemia do novo coronavírus há aproximadamente um mês. Ligas milionárias como NBA, NFL, entre outras, estão perdendo dinheiro e suas competições estão sendo afetadas. Mas, apesar da ansiedade pela volta das atividades esportivas, uma pesquisa recente feita nos Estados Unidos apontou que a maioria dos torcedores não está disposta a ver seus times nas arquibancadas por enquanto.

O censo apurou que 72% dos fãs norte-americanos ouvidos não participarão de eventos esportivos sem que uma vacina para a covid-19 seja desenvolvida. A pesquisa, que de fato contou com uma pequena amostra de apenas 762 pessoas, foi divulgada pela Escola Stillman de Negócios, da Universidade de Seton Hall, de Nova Jersey.

O levantamento aponta que, dentre os entrevistados que se realmente se identificam como fanáticos por esportes, 61% disseram que não iriam a uma partida sem antes da descoberta de uma vacina para a doença. A margem de erro é mais ou menos 3,6%. Apenas 12% de todos os pesquisados iriam a um evento esportivo se a distância social pudesse ser mantida, o que resultaria drasticamente na redução do número de torcedores nas arquibancadas, além de equipes técnicas e até mesmo de jornalistas. O Staples Center, casa do Los Angeles Lakers e do Los Angeles Clippers, receberia bem menos de 19.000 pessoas, sua capacidade atual.

A pesquisa mostra ainda que a pandemia do novo coronavírus afetaria os esportes no futuro próximo, mesmo que alguns sejam retomados. Somente 13% dos norte-americanos ouvidos disseram que se sentiriam à vontade para assistir a jogos como era antes da doença. "O vírus tem a atenção e o respeito da nação", disse Rick Gentile, diretor de pesquisas esportivas da universidade, à ESPN americana. "Todos aqueles que se identificam como fanáticos por esportes, em todos os níveis de interesse, concordam inteiramente com a população em geral com relação à sua própria segurança e à de jogadores e outras pessoas envolvidas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.