Denis Poroy/AP
Denis Poroy/AP

Phelps dirigia com habilitação vencida e de outro estado

Polícia reitera que nadador não teve culpa na colisão, e que ele não foi submetido ao bafômetro

EFE

15 de agosto de 2009 | 11h49

A Polícia de Baltimore confirmou que o nadador americano Michael Phelps, que na quinta-feira à noite se envolveu em um acidente de trânsito, dirigia com a habilitação vencida e emitida no estado do Michigan, e não no de Maryland, onde mora.

As informações foram dadas pela Polícia de Baltimore, onde Phelps bateu no carro de uma mulher que ultrapassou o sinal vermelho. O campeão olímpico e mundial disse aos agentes que cerca de uma hora e 15 minutos antes tinha bebido uma cerveja.

A Polícia reiterou que Phelps não tinha tido culpa na colisão, e que ele não foi submetido ao bafômetro, já que não demonstrava sinais de estar sob os efeitos do álcool. O campeão mundial e a mulher envolvida na batida, Amanda E. Virkus, que também não estava sob os efeitos do álcool, terão que comparecer perante um juiz.

Phelps deverá responder por dirigir com habilitação vencida e de outro estado, mas não deverá ser punido. O nadador terá que fazer uma nova carteira de motorista pelo estado de Maryland, onde mora.

Já Virkus, que foi levada a um hospital local por sentir dores no pescoço e nas costas, terá que pagar um máximo de US$ 180 por ultrapassar o sinal vermelho e causar um acidente.

No relatório policial também foi indicado que Phelps disse aos agentes que tinha machucado ligeiramente o tornozelo direito, mas não quis receber tratamento médico, enquanto os dois passageiros que o acompanhavam não tiveram nenhum ferimento.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoMichael Phelps

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.