Phelps: ''Ele é o melhor velocista de hoje''

Astro americano diz não ter condições de superar Cielo em provas rápidas

Valéria Zukeran, ROMA, O Estadao de S.Paulo

31 de julho de 2009 | 00h00

Michael Phelps, maior campeão olímpico de todos os tempos - com 14 medalhas de ouro -, prestou reverência a César Cielo. O americano, que não participou de nenhuma final ontem, resolveu assistir às disputas do Mundial das arquibancadas do Foro Itálico de Roma. Sem camisa, descontraído, viu o brasileiro conquistar o ouro nos 100 m livre e bater o recorde mundial (46s91). Depois, mostrou preocupação para o prosseguimento de sua carreira, já que pretende disputar a prova em condições de vitória até os Jogos de Londres-2012.O americano deu entrevista à rede americana NBC e não poupou elogios a César Cielo. "Ele é incrível, com certeza o melhor velocista da atualidade", afirmou o supercampeão. Phelps desistiu de disputar a seletiva americana da prova para o Mundial, um mês atrás. Percebeu que ainda não tem condições de vencer. "Hoje eu não teria a mínima chance de bater o brasileiro", reconheceu. O americano realmente mostrou que ainda não está no patamar de Cielo, Bernard e Bousquet, os três medalhistas em Roma, na disputa do revezamento 4 x 100 m livre, no domingo. Perdeu sua passagem para o brasileiro, que nem fez um tempo tão bom quanto o de ontem - 47s09. Ainda teve sorte, pois a equipe dos Estados Unidos conseguiu se recuperar e levar o ouro na prova. Mas seu desempenho indicou que, ao menos na disputa mais nobre do esporte, o maior de todos ainda não pode confiar em seu talento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.