Soobum Im/USA Today Sports
Soobum Im/USA Today Sports

Nos EUA, Phelps faz melhor tempo do mundo em 3ª prova

Nadador mantém ótima fase e se prepara para os Jogos do Rio

Estadão Conteúdo

10 de agosto de 2015 | 08h45

Após competir em três provas do Campeonato Norte-Americano de Natação, Michael Phelps revolucionou a forma com que seu retorno às piscinas vem sendo entendido pelo mundo do esporte. Se até quinta-feira a dúvida era se o astro ainda teria condições de ganhar mais uma medalha de ouro olímpica, agora especula-se que ele possa faturar até oito nos Jogos do Rio, igualando seu recorde de Pequim.

Pela terceira noite seguida em San Antonio, domingo, Phelps ganhou uma prova com o melhor tempo do mundo. Desta vez foi nos 200m medley, na qual ele subiu ao pódio no Texas, com ouro e o tempo de 1min54s75. Sobrou na relação com os 1min55s81 que deram ao arquirrival Ryan Lochte na final desta mesma disputa no Mundial de Kazan, na Rússia, semana passada - Thiago Pereira faturou a prata naquele evento.

Phelps não tem rivais, a não ser o relógio. Nos 100m e nos 200m borboleta, Phelps fez o melhor tempo da era pós-trajes tecnológicos, que foram proibidos ao fim da temporada de 2009. Nos 200m medley, Phelps não chegou a tanto, mas fez a melhor marca do mundo desde que se aposentou precocemente ao fim dos Jogos de Londres. Até a virada dos 150 metros, nadava abaixo do recorde mundial.

Ele retornou às competições em abril do ano passado, chegou a fazer índices para o Mundial de Kazan, mas foi suspenso pela USA Swimming (Federação Norte-Americana de Natação) após ser flagrado dirigindo embriagado, em setembro. A punição incluía o veto à participação no Mundial.

Phelps, então, decidiu mostrar em San Antonio do que é capaz, ofuscando os últimos dias de competição em Kazan - afinal, o melhor do mundo não estava lá. Ele ainda participa dos 200m peito no Campeonato Norte-Americano, nesta segunda-feira, mas a prova não está entre as suas especialidades.

Se mantiver o nível em que se está esta semana também nas seletivas para os Jogos do Rio, Phelps deve entrar também nos revezamentos norte-americanos, que só ganharam uma prata e um ouro em Kazan.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoMichael Phelps

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.