Piloto brasileiro ganha R$ 6 milhões pela vitória

Helinho passa o dia posando para fotos e desfrutando da glória pela conquista na pista de Indianápolis

, O Estadao de S.Paulo

26 de maio de 2009 | 00h00

Hélio Castroneves ganhou um prêmio recorde por sua conquista nas 500 Milhas de Indianápolis e voltou a ser uma das grandes celebridades dos Estados Unidos. Pela vitória, a terceira no circuito, o piloto faturou US$ 3.048.005,00 (R$ 6.461.770,60).Uma adoração ao brasileiro nos Estados Unidos começou quando venceu o "Dançando com as estrelas", em novembro de 2007. Desde então, passou a ser parado nas ruas, principalmente de Miami, para fotos e autógrafos. Isso só diminuiu quando teve de responder à Justiça por evasão de receitas. Absolvido, tudo voltou progressivamente. Em 37 dias, atingiu o topo. E, melhor, agora está ao lado de estrelas do automobilismo norte-americano como Bobby Unser, Louis Meyer e outros tricampeões da prova."Me sinto honrado de fazer parte desta categoria de pilotos. Quando eu ia a jantares e via esses caras, ficava bastante impressionado - me senti muito honrado de conhecê-los. E agora eu faço parte desta categoria, nossa, com estes nomes incríveis... Eu me sinto abençoado por estar nisso", discursa.Castroneves garante que continua sendo o mesmo de sempre. "Minha mãe sempre me disse para ser eu mesmo com todos. E continuo a ser assim porque tenho ela para me dizer isso sempre".Só não pôde fazer a tradicional foto do vencedor sobre a linha de tijolos na reta de Indianápolis por causa da chuva. Porém esbanjou bom humor, posando para fotos. Aos 34 anos, Helinho fala em mais. "Nós conseguimos três vitórias, agora acho que queremos quatro. Não quero pensar, sonhar com isso agora, mas digo que vamos trabalhar para chegar lá. Agora só quero é aproveitar esse momento especial", diz.A festa termina nesta sexta-feira, pois a próxima etapa acontece no domingo, em Milwaukee, outro oval. Mas deverá ser estendida ao final da temporada, em outubro, quando ele enfim deve vir ao Brasil, pois até o mês passado não podia sair dos EUA sem autorização.SOB OBSERVAÇÃOVitor Meira, envolvido no acidente com Raphael Matos no trecho final da prova, segue no Hospital Metodista em Indianápolis. Fraturou duas vértebras, mas não precisará de cirurgia. Ainda assim, tem poucas chances de voltar a correr nesta temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.