Pilotos do Dakar 'passeiam' antes de voltarem à disputa

A forte neblina que ameaçava atingir a Cordilheira dos Andes nesta quarta-feira obrigou a organização do Rally Dakar a suspender a realização da 11ª etapa da prova. Assim, sem qualquer disputa no dia, os competidores fizeram apenas um "passeio" no deslocamento entre as cidades de Copiapo, no Chile, e Fiambala, na Argentina. Desta forma, a suspensão da especial livrou os competidores de enfrentarem uma das etapas mais complicadas desta edição do rali. Afinal, eles teriam de passar em alta velocidade por trechos em altitudes na Cordilheira dos Andres, entre Chile e Argentina, que chegam a 4.700 metros acima do nível do mar.A ironia foi que o céu amanheceu completamente azul em Copiapo, condição que permitiria a realização da etapa, ao contrário do que previam os meteorologistas chilenos. Melhor para o espanhol Carlos Sainz, que continua liderando a competição entre os carros. Nas motos, Marc Coma, outro piloto da Espanha, segue sendo o melhor, e o brasileiro Zé Hélio aparece na 12.ª posição geral. Nesta quinta-feira, o Rally Dakar volta ao normal. A 12ª etapa da prova, já de volta à Argentina, prevê 253 quilômetros de trecho cronometrado entre as cidades de Fiambala e La Rioja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.