Pilotos na expectativa da largada do rali após inspeção

A partir desta quarta-feira, os pilotos já começaram a sentir o clima de copetição do Rally Dakar 2007. É que todos passaram o dia junto com a organização da prova realizando a revisão dos 515 veículos inscritos na competição, além de 245 motos e 85 caminhões, com o objetivo de verificar se todos estão de acordo com as normas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e da competição.Esta revisão foi feita a três dias da largada da prova (no sábado, dia 6, em direção a Portimão, ainda em Portugal) para que todos os que venham a ter problemas possam ter tempo para corrigi-los. A fila de carros chegou a impressionar a quem passava pela capital Lisboa e não sabia do que se tratava o evento.Segundo Daniel Ribeiro, comissário técnico da organização, é pouco comum que os veículos sejam impedidos de participar. "No ano passado apenas três veículos foram reprovados na inspeção, mas todos conseguiram corrigir os problemas e puderam participar normalmente do rali", disse. A avaliação, segundo Ribeiro, olha aspectos da segurança interna e seus órgãos vitais (sem especificar quais).André Azevedo, que correrá de caminhão, estava tranqüilo quanto à avaliação e já fazia uma projeção de seu trabalho na prova. "Esse ano a organização evitou regiões que formam muita lama em caso de chuva. Tanto que passaremos, logo de cara, por longos trechos de areia em Portugal. Será um Dakar com cheirinho de deserto já a partir da primeira especial", comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.