Pinheiros representa o País no judô

A equipe do Pinheiros representará o Brasil no Torneio de Limoges de Judô, neste fim de semana, na França. O clube paulista foi autorizado pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) a inscrever seus atletas na disputa da competição - pagando a viagem, é claro.No ano passado, os atletas da seleção brasileira participaram do circuito europeu financiados pela CBJ, em janeiro e fevereiro. Agora em 2005, os torneios não estão no calendário da entidade. Antes do Limoges, os judocas do Pinheiros disputaram o Aberto de Paris.O presidente da CBJ, Paulo Wanderley, garante que a eleição na entidade e a falta de recursos não foram os motivos da ausência do Brasil em quatro torneios do circuito europeu em 2005. Ele afirma que este é o primeiro ano de um novo ciclo olímpico, a seleção que foi aos Jogos de Atenas está desfeita e as seletivas para formar uma nova equipe brasileira, que esse ano disputará o Mundial, estão marcadas para abril."O primeiro ano do ciclo olímpico não tem essa motivação. Mas receberemos equipes da França e da Holanda, faremos uma preparação na Europa, vamos ter o seminário da Federação Internacional no Rio... Este ano, temos outras prioridades", revela o dirigente.Renato Dagnino, judoca e professor no Pinheiros, explica que o clube optou por mandar seus atletas para a França "para dar tarimba, experiência, a jovens judocas e também prepará-los para as seletivas". Atletas como Rafael Silva (-73 kg), Rodrigo Strabelli (-100 kg) e Leandro Roim (+100 kg) nunca tinham ido a uma competição do circuito. Ainda formam a equipe Denílson Lourenço (-60kg), Leandro Cunha (-66 kg), Bernardo Lopes (-81 kg) e Alexsander Guedes (-90 kg).

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2005 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.