Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Pirlo celebra por atingir marca histórica no Maracanã

Diante do México, meio-campista completará 100 jogos pela seleção italiana

LUÍS AUGUSTO MONACO, Agência Estado

15 de junho de 2013 | 19h01

RIO - Andrea Pirlo, como não poderia deixar de ser, foi o jogador italiano escolhido para acompanhar o técnico Cesare Prandelli na entrevista coletiva deste sábado à tarde no Rio. O craque, que tem 34 anos e participou de duas edições da Copa do Mundo (ao lado de Buffon, De Rossi, Barzagli e Gilardino é um dos remanescentes da conquista de 2006 na Alemanha), completará neste domingo, diante do México, na estreia da Copa das Confederações, 100 partidas com a camisa da Azzurra.

"É maravilhoso chegar a esta marca neste estádio. O Maracanã tem muita história, e todo garoto sonha em um dia jogar aqui. Vou ter a sorte de realizar esse sonho no dia em que completarei 100 jogos pela Itália, e isso me deixa muito feliz", comentou Pirlo.

Em sua entrevista, ele fez outra referência reverente ao Brasil, ao revelar que se inspirou em Juninho Pernambucano para se tornar um bom cobrador de faltas. "Eu via suas cobranças quando ele jogava no Lyon e tentava bater da mesma maneira nos treinos. Comecei a perceber que estava dando resultado e consegui me aprimorar", contou Pirlo.

Sua condição física é uma preocupação não declarada da comissão técnica da Itália, porque esta é a segunda temporada seguida em que disputará uma competição pela seleção (ano passado jogou a Eurocopa) depois de se desgastar muito pela Juventus, mas Pirlo garantiu que está com o fôlego em dia. "Estou bem e preparado para fazer uma boa competição", avisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.