Eranga Jayawardena/AP
Eranga Jayawardena/AP

Piso azul no hóquei na grama encanta as jogadoras

'Gostei da cor do campo, é mais divertido e bom para os espectadores', afirmou africana Marsha Marescia

Paulo Favero - Enviado especial, O Estado de S. Paulo

30 de julho de 2012 | 08h09

LONDRES - No primeiro dia do hóquei na grama nos Jogos Olímpicos, a grande novidade ficou por conta do inusitado piso. Feito de grama sintética, pela primeira vez um evento internacional contou com um piso na cor azul. Nas laterais, o rosa, que marca o logotipo da Olimpíada de Londres, ajudava a dar mais contraste para o campo de jogo.

Após a vitória da Argentina sobre a África do Sul por 7 a 1, a capitã Luciana Aymar aprovou a novidade. "É impressionante, gostei demais disso", explicou a experiente jogadora. Do lado africano, Marsha Marescia também mostrou o seu apoio. "É interessante para mudar o jogo. Gostei da cor do campo, é mais divertido e bom para os espectadores", afirmou. Quem criou o campo nessa cor foi a empresa Dow, uma das patrocinadoras dos Jogos.

As mudanças nem sempre são bem aceitas nos esportes. Para o Aberto de Madri, neste ano, a organização do evento trocou o tradicional marrom do saibro por uma cor azul. Muitos tenistas ficaram incomodados, incluindo Rafael Nadal, e para 2013 o torneio já avisou que voltará às sua cor original de piso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.