Siphiwe Sibeko / Reuters
Siphiwe Sibeko / Reuters

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Pistorius recorre contra aumento de pena por assassinato

Ex-velocista teve pena dobrada em novembro por assassinar a namorada Reeva Steenkamp em 2013

ANSA

19 Dezembro 2017 | 15h50

O ex-atleta olímpico e paralímpico sul-africano Oscar Pistorius, condenado a 13 anos e cinco meses de prisão pelo assassinato de sua então namorada, Reeva Steenkamp, recorreu da sentença na Corte Constitucional do país.

+ Pistorius briga na cadeira na África do Sul e sofre ferimentos leves

Em 24 de novembro passado, a Suprema Corte de Apelação da África do Sul havia mais que dobrado a pena imposta em segunda instância, que era de seis anos de reclusão. O aumento era pedido pelo Ministério Público, que considerava a sentença anterior muito branda.

Pistorius assassinou a namorada em 14 de fevereiro de 2013, com quatro tiros através da porta do banheiro de sua casa. Em seu veredicto, a Suprema Corte de Apelação afirmou que a condenação em segundo grau era "inacreditavelmente clemente".

O ex-atleta alega que disparou por engano, acreditando se tratar de um ladrão, mas a acusação diz que ele estava ciente de que era Steenkamp quem estava dentro do banheiro. A Corte Constitucional é a última possibilidade de recurso para Pistorius.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.