Mohamed Abd El Ghany/AFP
Mohamed Abd El Ghany/AFP

Pivô de 130kg se destaca no Mundial de Handebol e ganha apoio de Shaquille O'Neal

Jogador da República Democrática do Congo recebe apelido por causa da semelhança com astro do basquete

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2021 | 17h08

O Mundial Masculino de Handebol teve início no último dia 13, no Egito, e fez o público se impressionar com um jogador da República Democrática do Congo. O país africano de pouca tradição na modalidade tem como pivô Gauthier Mvumbi, que tem se destacado pelo gols, pela força física e, principalmente, por ter 130 kg e 1m90 de altura. As participações dele fizeram até o ídolo de outra modalidade manifestar apoio.

O astro do basquete Shaquille O'Neal publicou nas redes sociais um vídeo com recado ao jogador. "Estão dizendo que você é o Shaquille O'Neal do handebol. Que história é essa?", questionou. Emocionado com a menção, o congolês retribuiu o carinho e disse que estava surpreso com a lembrança. "Meu ídolo, minha estrela, eu te agradeço por sua mensagem e seu apoio. Eu não entendo muito bem o que está acontecendo, mas o que eu tenho a dizer para você: viva seu sonho e lute pelo que você é", disse Mvumbi.

O pivô é nascido na França, mas defende a nação de origem dos pais. Apelidado de El Gigante, Mvumbi marcou quatro gols em cada uma das primeiras partidas da equipe no Mundial. Os números têm impressionado os fãs de handebol, em especial pelo jogador aparentar que está acima do peso. Após derrotas para Argentina e Dinamarca, a República Democrática do Congo enfrenta nesta terça o Bahrein pela competição.

A força física do jogador e as boas atuações devem levá-lo a outro time após o Mundial. Mvumbi defende atualmente o Dreux, da quarta divisão do handebol francês. O Mundial do Egito vai até o dia 31 de janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.