Planeta saúda o futebol espetáculo

Tetracampeonato do Barcelona é aclamado por celebridades, entre elas Maradona e Mano Menezes, e até rivais

, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2011 | 00h00

A superioridade técnica e, acima de tudo, o encantamento provocado pelo futebol do Barcelona contagiaram até seus rivais. Enquanto os torcedores festejavam nas ruas e bares da cidade decorada por Gaudi a vitória de 3 a 1 sobre o Manchester United, sábado, em Londres, que representou o quarto título da Copa do Campeões do clube catalão, jogadores do Real Madrid e personalidades do esporte parabenizavam a equipe azul-grená.

Titular da seleção espanhola e do maior rival do Barça, o goleiro Iker Casillas utilizou sua página em um site de relacionamentos para homenagear alguns companheiros da Fúria. "Parabenizo aqui o FC Barcelona, sobretudo meus companheiros de seleção Xavi, Puyol, Víctor Valdés, Iniesta, Pedro, Villa, Pique e Busquets." Detalhe: o Real foi eliminado na semifinal exatamente no confronto com o Barcelona.

Outro atleta do time da capital a se curvar diante do talento do rival foi Sergio Ramos. A exemplo de Casillas, o lateral deixou recado aos amigos em seu perfil no Twitter. "Queria cumprimentar o Barcelona e, em especial, meus companheiros da seleção."

Na Inglaterra o sentimento não foi diferente. O reconhecimento por ter perdido o título para a equipe sensação do momento aliviou a tristeza de jogadores e torcedores do Manchester.

Depois de o técnico Alex Ferguson ter dito, ainda no gramado de Wembley, que a equipe espanhola era a melhor que ele já tinha enfrentado, foi a vez do atacante Wayne Rooney cumprimentar os tetracampeões da Europa. "Fizemos o que podíamos, mas tivemos pela frente uma excelente equipe que merece o título pelo grande momento que vive", afirmou o ídolo inglês.

Aula de futebol. Em artigo publicado pelo diário Clarín, de Buenos Aires, Maradona parabenizou o Barça, mas fez menção honrosa a Lionel Messi. "Messi, assim como Xavi, deu mais uma lição de futebol", escreveu. O eterno ídolo argentino aproveitou o espaço para lembrar algumas passagens ao lado do atual melhor do mundo. "Messi tem caráter e atitude. Quando fomos eliminados na Copa do Mundo, ele foi o primeiro a ir até meu quarto e expor sua tristeza."

Maradona elogiou também o time de Pep Guardiola. "O Barcelona é uma equipe sem defeitos, um time completo", comentou.

No Brasil, o técnico da seleção, Mano Menezes, chegou a dizer que o Barcelona está próximo do que considera a perfeição tática. "Só não é um time perfeito porque a perfeição não existe. Mas, jogando desse jeito, o Barcelona se torna quase imbatível", analisou o treinador brasileiro.

"Na maioria dos jogos vai aparecer mais o Messi, o que é natural, porque é o grande nome. Em outros o Xavi, o Iniesta, todos craques que têm um sistema coletivo muito forte por trás. Um time que quase não sofre nos jogos e que mostra um controle e uma confiança impressionantes."

A festa só foi atrapalhada pelos exageros. Em Barcelona, 84 pessoas foram presas por desordem e 32 policiais ficaram feridos durante a comemoração, vários deles por pedradas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.