Poliana Okimoto é a favorita para vencer a maratona

Se conquistar a medalha, nadadora será homenageada

14 de julho de 2007 | 00h44

A maratona aquática feminina, que acontece neste sábado às 9 horas, traz a primeira chance de medalha brasileira no Pan do Rio. A favorita na prova é a brasileira Poliana Okimoto, de 24 anos, vice-campeã mundial em Nápoles, na Itália, em 2006. Além dela, também integra a equipe feminina a baiana Ana Marcela Cunha, de apenas 15 anos. "Eu sou zebra. Acho que a Poliana é favorita, mas tem também atletas fortes vindas dos Estados Unidos, Canadá, Venezuela e Argentina. Será uma prova difícil", avaliou a caçula do Brasil.Com largada às 9 horas do Posto 6 em Copacabana, a prova tem um percurso de dez quilômetros, em que as nadadoras devem contornar duas vezes as cinco bóias que serão colocadas no mar. A previsão é de que os atletas enfrentem o mar mexido na manhã do sábado - os atletas brasileiros esperam ondas com variação de até dois metros. Para Ana Marcela, o mar pode favorecer as brasileiras. "Para nós é até bom, pois as americanas são acostumadas a nadar com mar calmo. Treinamos duas vezes na raia desde que chegamos ao Rio", disse. Prova masculinaOs homens também devem brigar por medalhas na maratona aquática. A equipe brasileira contará com a experiência de Marcelo Romanelli, de 31 anos, e a juventude de Allan do Carmo, de 17. Para isso, eles terão de superar os rivais norte-americanos e canadenses, principais adversários do Brasil na briga pelo ouro.Para o baiano Allan, além do mar alto, a temperatura da água também não será um problema enfrentado pelos atletas neste Pan, já que o mar no Rio tem temperatura média de 21ºC. "Já passei por grande dificuldade na minha primeira competição no Chile, em 2005, em que a temperatura da água chegou aos 13ºC. Foi uma sensação muito ruim", contou.Os brasileiros ainda têm a vantagem de já terem treinado na raia do Pan. Romanelli observa que têm referências de prédios e morros na área da competição, o que também é positivo.Os homens largam às 11h15, no mesmo local. A chegada também será no Posto 6 de Copacabana. FestaA Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos preparou uma grande festa para a possível medalha na maratona feminina, com direito a 80 mil bandeiras do Brasil distribuídas do Leme até o Posto 6.Segundo Coaracy Nunes, presidente da CBDA, existe ainda a possibilidade de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva faça a entrega da medalha para a atleta. Lula estará hospedado em um hotel em Copacabana neste sábado. "Esporte para mim é show", justificou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.