Reuters
Reuters

Poliana Okimoto ganha bronze e quebra jejum em Roma

Nadadora ficou em 3.º na prova de 5 quilômetros da maratona aquática; é a 1.ª medalha do Brasil em 15 anos

Reuters

21 de julho de 2009 | 08h40

A nadadora brasileira Poliana Okimoto conquistou nesta terça-feira, 21, a medalha de bronze na maratona no Mundial de Esportes Aquáticos de Roma, na Itália. A prova foi vencida pela australiana Melissa Gorman. A russa Larissa Ilchenko ficou com a prata. Foi a primeira medalha brasileira em mundiais desde 1994, quando Gustavo Borges nos 100 m livre e a equipe de revezamento 4 x 100m livre conquistaram dois bronzes.

Veja também:

linkDueto brasileiro é décimo em rotina técnica no Mundial

linkHugo Parisi fica fora de final da plataforma em Roma

linkEm despedida, Luiz Lima é 19.º colocado no Mundial de Roma

Os comissários passaram vários minutos avaliando as imagens de TV até se convencerem de que Gorman, depois de liderar a maior parte da prova, realmente havia vencido.

"Ela é meu ídolo e batê-la é realmente incrível. Não acredito que realmente cheguei lá", disse a australiana, de 23 anos, que na quarta-feira disputa a prova dos 10 quilômetros e na semana seguinte cai na piscina para as disputas dos 1.500 e 800 metros livres.

A prova de terça-feira aconteceu sob um céu ligeiramente nublado, num trecho de litoral próximo a Roma. Desta vez não houve o contato físico entre as nadadoras, como em provas anteriores em mar aberto. Na reta final, porém, Ilchenko e Gorman nadaram quase grudadas.

Na prova masculina dos 5 quilômetros, o alemão Thomas Lurz conquistou sua quinta vitória consecutiva em campeonatos mundiais, com tempo de 56min27s. O grego Spyridon Gianniotis ficou em segundo lugar, e o sul-africano Chad Ho conseguiu a prata. Para frustração da torcida local, Luca Ferretti ficou em quarto lugar - posição ocupada até agora por vários nadadores do país anfitrião.

As competições em águas abertas do Mundial de Roma foram adiadas de segunda para terça-feira por causa de uma tempestade que havia estragado as instalações montadas na praia. A prova masculina dos 10 quilômetros acontece também na quarta-feira nas agitadas águas do mar Tirreno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.