Arquivo/AE
Arquivo/AE

Poliana Okimoto tenta confirmar título da Copa do Mundo

Nadadora brasileira precisa somente completar a prrova em em Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos

Agência Estado,

20 de outubro de 2009 | 20h50

SHARJAH, Emirados Árabes Unidos - A brasileira Poliana Okimoto está muito perto de conquistar o título da Copa do Mundo de maratonas aquáticas, depois de ter vencido oito das 11 etapas realizadas na temporada. Para isso, ela precisa apenas completar a prova de 10 quilômetros que acontece nesta quarta-feira, em Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, com um tempo que não seja 30 minutos maior do que o que for feito pela vencedora.

Com 196 pontos no ranking, Poliana não pode ser mais alcançada por ninguém - a segunda colocada na classificação da Copa do Mundo é a alemã Angela Maurer, que é a atual campeã mundial e soma 156 pontos na temporada. Mas, pelo regulamento da competição, quem não completar a última etapa do calendário, que acontece nesta quarta-feira, em Sharjah, não poderá conquistar o título.

"A Poliana sabe que sua situação é tranquila, mas não se pode dar mole. Existe um tempo limite e muitas coisas podem acontecer, como choques, que são normais quando se está contornando as boias (do percurso)", explicou a supervisora de maratonas aquáticas na Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Christiane Fanzeres.

"Apesar da ansiedade pelo final, estou tranquila. Estou colhendo os frutos de um trabalho duro e longo feito em conjunto com meu técnico, Ricardo Cintra, e com o apoio de muita gente. É uma honra muito grande estar conseguindo tantos títulos para o Brasil e para a natação feminina", disse a nadadora brasileira, que está com 26 anos e vive a melhor fase da carreira.

Outro nadador brasileiro tem a chance de se consagrar nesta quarta-feira em Sharjah. Allan do Carmo, que tem apenas 21 anos, está em segundo lugar no ranking da temporada. Ele dificilmente conseguirá tirar o título do alemão Thomas Lurz, que possui grande vantagem, mas tem boas chances de terminar a Copa do Mundo com a conquista do vice-campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.