Polícia investiga palmeirenses por morte de corintiano

O corpo de um homem foi encontrado boiando na tarde de ontem no Rio Tietê, na altura da ponte da Freguesia do Ó, zona norte. Douglas Karin Silva, de 27 anos, morador do Jardim Jussara, na zona oeste, teria sofrido agressões de torcedores do Palmeiras - de acordo com Boletim de Ocorrências registrado no 28.º DP por amigos da vítima.

Denize Guedes, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2011 | 00h00

Vestido com camisa cinza e bermuda listrada de preto e amarelo, o jardineiro Douglas saiu de casa no sábado para assistir lutas do UFC Rio, na quadra da Gaviões da Fiel, segundo o BO. Estava na companhia de dois amigos, um deles apelidado de Gordo (não há informação de quais roupas vestiam). Após a luta, eles teriam se deparado com um grupo de 30 a 40 torcedores palmeirenses na Praça Professor Cesarino Júnior, na Casa Verde, zona norte. Os amigos conseguiram escapar do cerco, mas Douglas não.

Preocupados com seu desaparecimento, parentes e amigos teriam passado a procurar informações na internet e, então, encontrado comentários de palmeirenses em blogs que "um gambá havia sido jogado no Tietê".

Ainda segundo o BO, os parentes e amigos passaram a procurar pelo corpo no rio e, ao localizar, na tarde de ontem, avisaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa assumiu a investigação.

Presidente Prudente. Policiais militares e torcedores do Palmeiras que participaram do conflito que resultou em duas pessoas baleadas momentos antes do clássico entre Palmeiras e Corinthians, domingo, em Presidente Prudente, apresentaram explicações diferentes. Enquanto a cúpula da PM fala em "briga com corintianos", os palmeirenses garantem que não havia torcida rival na área e que a confusão foi protagonizada por policiais. Um torcedor de 21 anos está gravemente ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.