Cesar Greco|Ag. Palmeiras
Cesar Greco|Ag. Palmeiras

Polivalente, Tchê Tchê diz não escolher posição no Palmeiras

Ex-Audax pode jogar de meia, volante e até lateral

Daniel Batista, Estadão Conteúdo

12 de maio de 2016 | 20h44

Desde que começou a ter o nome comentado no Palmeiras, Tchê Tchê fez com que sua posição se tornasse assunto. Alguns torcedores o considera meia e outros o colocam como lateral-direita ou até volante. A confusão se dá pelo fato dele ser polivalente no Audax e isso, inclusive, foi um dos motivos que fez a diretoria palmeirense ir atrás dele. Nesta quinta-feira, o jogador contou que não tem preferência por posição e deixa a decisão nas mãos do técnico Cuca.

"Ele (Cuca) conversou comigo e disse para eu ficar esperto, porque posso ajudar em muita coisa. É isso que eu vou fazer. Com muita humildade, procurarei ajudar meus companheiros da melhor maneira", disse o jogador, que foi apresentado nesta quinta-feira com a camisa 32. Ele assinou contrato válido por três temporadas.

A questão da versatilidade fez com que ele ganhasse destaque no Audax, onde acabou sendo eleito a revelação do Campeonato Paulista e eleito o melhor meia da competição. Tchê Tchê acha que tudo que fez no ex-clube não fará diferença no Palmeiras. "Foi uma coisa que eu consegui com a ajuda do Diniz e dos meus companheiros. Mas aqui é outra coisa e vou começar tudo do zero. O que eu fiz lá atrás não adianta nada", comentou.

Nos dois treinos em que participou com todo o grupo, Tchê Tchê foi testado como lateral-direito e trocou de posição durante a atividade com Jean, algo que deve se repetir na partida contra o Atlético-PR, sábado, no Allianz Parque, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.