Laszlo Balogh/Reuters
Laszlo Balogh/Reuters

Polo aquático perde outra e não tem chances de avançar

Seleção brasileira não aguentou a pressão dos chineses e foi eliminado por 9 a 5, no Mundial de Roma

AE, Agencia Estado

22 de julho de 2009 | 09h10

A seleção brasileira masculina de polo aquático perdeu nesta quarta-feira para a China, por 9 a 5, e não tem mais chances de avançar à segunda fase no Mundial de Esportes Aquáticos, disputado em Roma.

Veja também:

linkPoliana Okimoto é sétima na maratona aquática de 10 km

Os brasileiros chegaram a empatar por 3 a 3 no fim do segundo período, mas perderam rendimento no fim da partida. Na segunda-feira, a equipe já havia perdido por 11 a 2 para a Croácia. Com os resultados, não há mais chances de ficar nas duas primeiras posições.

Assim, a seleção apenas cumprirá tabela contra Montenegro, na sexta-feira, em sua despedida da competição. Os montenegrinos são favoritos à vitória na partida.

No feminino, o Brasil ainda mantém chances de classificar-se. Depois de perder por 11 a 7 para a Holanda, no domingo, a equipe empatou por 12 a 12 com a Alemanha, na terça-feira. Na quinta, uma vitória contra a Espanha pode garantir a vaga nas quartas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.