Pólo repete o vice de Santo Domingo

Seleção brasileira perde por 9 a 2 para os Estados Unidos na decisão

Bruno Chazan, O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2027 | 00h00

A seleção brasileira de pólo aquático não fez por merecer o milagre de bater o forte time norte-americano na decisão no Pan. Em sua pior partida nos Jogos, a equipe nacional foi goleada por 9 a 2, ontem à noite, diante de ótimo público no Parque Aquático Julio Delamare, e se contentou com a medalha de prata. Com o ouro, os Estados Unidos asseguraram vaga na Olimpíada de Pequim.Antes mesmo do jogo os brasileiros diziam que a vitória sobre os visitantes, campeões em Santo Domingo, seria uma zebra. Tinham como estratégia cometer o menor número de erros possível para surpreender. No entanto, foi justamente a má pontaria a inimiga do time - ao todo, foram seis bolas na trave. Outro ponto negativo foi a fraca marcação. ''''Sabíamos que seria difícil, mas erramos muito na frente'''', considerou Lucas Vita.O destaque do confronto foi o capitão norte-americano Tony Azevedo, com quatro gols. Carioca, filho de Ricardo Azevedo, ex-treinador da seleção brasileira, Tony emigrou para os EUA com 23 dias de vida. Hoje é considerado um dos melhores jogadores do mundo. ''''Fiquei entusiasmado ao saber que iria jogar contra o Brasil. Meus primos me ligaram para dizer que eu ia jogar contra o Pará (que se despediu ontem da seleção brasileira)'''', disse Tony, em inglês - só aprendeu a ouvir o português.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.