Ponte precisa da vitória para se manter na elite

Equipe aposta no bom retrospecto em casa para bater o Inter. Nos Aflitos, o Flamengo cumpre tabela contra o Náutico

CAMPINAS, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h06

A Ponte Preta precisa de uma simples vitória para se manter na elite do Campeonato Brasileiro no ano que vem. E o time espera conquistá-la já neste domingo, contra o Internacional, às 19h30, no Estádio Moisés Lucarelli.

Os comandados de Guto Ferreira apostam no bom momento atuando em seus domínios. A última vez que a Ponte perdeu em casa foi no dia 15 de agosto, para o Bahia, por 2 a 0. Depois, a equipe fez muito bem a lição de casa: venceu Portuguesa, Atlético-GO, Náutico, Santos e Cruzeiro, além dos empates com Figueirense, Botafogo e Vasco.

O zagueiro Ferron convocou os torcedores da Macaca, que devem comparecer em bom número ao estádio devido à uma promoção feita pela diretoria. Quem estiver com a camisa do clube pagará apenas meia-entrada (R$ 10,00) para assistir a partida.

Já o Internacional, com poucas chances de obter uma das vagas na Libertadores de 2013, levará à campo um time ofensivo com D'Alessandro, Forlán e Damião.

Mas a novidade do time gaúcho é a volta do zagueiro Bolívar, que estava afastado desde 29 de agosto. O técnico Fernandão decidiu dar nova chance ao jogador, a quem definiu como "um dos jogadores mais injustiçados da história'', porque os titulares Índio e Rodrigo Moledo estão contundidos.

Outra alteração na defesa é a entrada de Edson Ratinho no lugar de Nei, que foi barrado.

Missão cumprida. No Recife, o Flamengo encara o Náutico, às 19h30, nos Aflitos com o sentimento de que pelo menos o time não vai cair à Segundona. O técnico Dorival Júnior já pensa em 2013 e vai aproveitar os últimos jogos do Brasileiro para fazer observações e avaliações que ajudem a decidir dispensas e renovações de contratos.

Hoje, um garoto vai ter uma inesperada chance na equipe titular. Felipe Dias, que jamais havia treinado entre os profissionais, foi promovido dos juniores às pressas para substituir Ramon, suspenso, na lateral-esquerda.

O Náutico terá vários desfalques, mas o técnico Sérgio Guedes acredita na manutenção da boa campanha em jogos no Estádio dos Aflitos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.