Ponte Preta é surpreendida pelo Mogi Mirim e perde em Campinas

Equipe campineira não ganha do rival desde 2003

Estadão Conteúdo

23 de março de 2016 | 22h57

O Mogi Mirim foi heroico e, com um jogador a menos durante boa parte do jogo, conseguiu se livrar da lanterna do Campeonato Paulista. Na noite desta quarta-feira, derrotou a Ponte Preta por 1 a 0, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 11.ª rodada.

O resultado fez o Mogi Mirim chegar aos 11 pontos e deixar a lanterna com Rio Claro e Capivariano, ambos com nove. Mesmo assim, o time segue na zona de rebaixamento, em antepenúltimo, porém, um ponto atrás do primeiro time fora da área de degola da tabela. Já a Ponte é a terceira colocada do Grupo B, com 13 pontos. Desde fevereiro de 2003, a Ponte não vence o Mogi em sua casa, mantendo um longo tabu.

O começo do jogo atrasou em 45 minutos. As fortes chuvas que assolaram Campinas impediram que a bola corresse no horário determinado. O gramado encharcado fez com que Gallo mexesse na escalação de última hora. Ele sacou Clayson e escalou Alexandro entre os titulares para explorar a força física do atacante.

O estado do campo não prejudicou o início da partida. Surpreendentemente, houve um duelo equilibrado, bastante corrido e com boas chances de gol, criadas apenas pelo visitante. Mais perigoso do que a Ponte, o Mogi ficou com um jogador a menos ainda no primeiro tempo após Bruninho se desentender com Alexandro e em seguida cometer falta dura em seguida e ser expulso. Apostando muito na força física, o time campineiro assustou apenas em chutes de fora da área.

Na segunda etapa, o jogo caiu de rendimento e os times erraram bastante, principalmente a Ponte Preta, que não conseguiu controlar a ansiedade. O nervosismo do time da casa ficou claro quando Alexandro deixou a mão no rosto do adversário, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. A igualdade numérica, contudo, durou apenas seis minutos. Isso porque Gabriel Dias cometeu falta dura próxima da área e acabou recebendo o vermelho.

O jogo pegou fogo de vez nos minutos finais. Após escanteio, Tiago Alves agarrou Saimon dentro da área e a arbitragem assinalou pênalti. Lulinha foi para a cobrança e abriu o placar aos 44 minutos. Ainda deu tempo para a Ponte carimbar o travessão mogiano em cabeçada de Fábio Ferreira, aos 50.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo. Enquanto a Ponte Preta enfrenta o Red Bull Brasil, às 18h30, no Moisés Lucarreli, o Mogi Mirim recebe o Novorizontino, no mesmo dia e horário no Vail Chaves, em Mogi.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0 X 1 MOGI MIRIM

PONTE PRETA - João Carlos; Jeferson (Nino Paraíba), Tiago Alves, Fábio Ferreira e Reinaldo; Jonas (Cristian), Renato e Ravanelli; Felipe Azevedo (Clayson), Alexandro e Wellington Paulista. Técnico: Alexandre Gallo.

MOGI MIRIM - Daniel; Bruno Costa, Renato Santos e Saimon; Alex Reinaldo, Gabriel Dias, Bruninho, Jean Deretti (Gustavo Costa) e Bruno Teles; Keké (Lulinha) e Léo Melo (Roni). Técnico: Flávio Araújo.

GOL - Lulinha, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leandro Bizzio Marinho.

CARTÕES AMARELOS - Alexandro, Jonas, Nino Paraíba e Tiago Alves (Ponte Preta); Bruninho, Gabriel Dias, Renato Santos e Jean Deretti (Mogi Mirim).

CARTÃO VERMELHO - Alexandro (Ponte Preta); Bruninho e Gabriel Dias (Mogi Mirim).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 1.079 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.