Ponte Preta usa a cabeça e mantém a vice-liderança

Paulista e Ponte Preta sofreram com o estado do gramado do Estádio Jayme Cintra, ontem à noite em Jundiaí. O jogo começou com uma forte chuva, que prejudicou o gramado. Com muitas jogadas confusas e poucas chances de gol, no final o resultado acabou sendo favorável a quem soube ser mais eficiente no jogo aéreo. Com um gol de cabeça marcado por William, a Ponte Preta venceu por 1 a 0 e se manteve na vice-liderança isolada do Campeonato Paulista, agora com 30 pontos.

O Estado de S.Paulo

25 de março de 2013 | 02h05

No primeiro tempo, os visitantes, que defendiam a invencibilidade e tentavam manter o segundo lugar, chegaram mais vezes perto do gol defendido por Richard e até acertaram uma bola na trave. O Paulista se atrapalhou mais com a bola, talvez porque o lado do campo defendido pelo rival estava mais alagado.

Na segunda etapa, a Ponte foi mais eficaz no jogo aéreo e abriu a contagem com o gol de William, de cabeça, aos 17 minutos. Depois a Ponte soube administrar mais um bom resultado.

No Estádio Vail Chaves, o Mogi Mirim começou perdendo para o Mirassol (gol de Camilo, de pênalti), mas conseguiu reagir e venceu por 3 a 1. Roni empatou ainda no primeiro tempo. A virada aconteceu aos 4 minutos do segundo tempo, com Tiago Alves, de cabeça; e Carlos Alberto fechou o placar: Mogi 3 a 1.

No jogo dos desesperados, no Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, União Barbarense e São Caetano ficaram no 0 a 0, E em Itu, sob forte chuva, o Oeste bateu o Ituano por 2 a1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.