Popó: começa luta pela unificação

Prometendo transformar o pugilista cubano Joel Casamayor em "casamenor", o campeão mundial dos superpenas, versão da Organização Mundial de Boxe, Acelino "Popó" Freitas, embarcou nesta terça-feira para os Estados Unidos com seu técnico Ulysses Pereira para intensificar os treinamentos visando a luta pela unificação do título. Popó enfrentará Casamayor (campeão pela versão Associação Mundial de Boxe) no dia 12 de janeiro em Las Vegas, se não ocorrer mais uma das inúmeras reviravoltas que caracterizaram a carreira do pugilista baiano nos últimos meses.Popó vai treinar numa academia de Palm Springs na Califórnia, longe das festas do verão baiano e da família. A despedida dos pais e da mulher Eliane Guimarães teve um tom maior de emoção desta vez, porque será o primeiro Natal e o Ano Novo que ele não passará com a família. "Acho que o sacrifício vai valer pois haverá outros natais bem mais felizes com a unificação", resumiu.O técnico Pereira aprovou a estratégia. "Precisamos finalizar essa preparação de Popó e dois meses é um período excelente para fazermos uma base muito boa e com certeza vamos voltar para Salvador com dois cinturões", disse. Aos 26 anos, Popó venceu as 30 lutas que disputou, 29 delas por nocaute. Ele acha que Casamayor será a sua 31ª vítima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.