Popó conta com a força do povo baiano

"Popó é o maior ídolo da Bahia. É o nosso Ayrton Senna, o nosso Pelé", diz um torcedor. "Com o Bahia e o Vitória na segunda divisão do futebol brasileiro, só o Popó para me dar orgulho de ser baiano", afirma outro. É desta forma que a população de Salvador aguarda a luta de Acelino Popó Freitas, sábado, no Ginásio do Balbininho, às 22h30 (com transmissão ao vivo da TV Bandeirantes), diante do panamenho Fabian Salazar.Nem mesmo o fato de o combate não valer por título mundial ou de Salazar não ter um retrospecto muito bom - são 12 derrotas em 34 lutas profissionais, sendo que perdeu as 2 últimas -, tiram o entusiasmo do povo baiano. "Queremos ver o Popó nocauteador", disse o motorista de táxi Hugo Maia. "O Popó precisa recuperar o cinturão ainda este ano e não pode perder tempo", afirmou José Diamantino, vendedor de cachorros-quentes. "Só acho que ele deveria voltar para a categoria mais leve", disse Antonio Coimbra, vendedor de seguros, referindo-se à opção do pugilista de lutar pela categoria leve e não mais pelos superpenas.A assessoria do ex-campeão mundial prevê que os 7 mil ingressos colocados à venda serão vendidos até amanhã. Uma arquibancada custa R$ 15,00 e uma cadeira de ringue sai por R$ 30,00. Além de Popó x Salazar, outras nove lutas estão programadas, todas integrantes do projeto Boxe Brasil, que tem em Popó o seu promotor.A pesagem dos pugilistas será nesta sexta-feira, às 12 horas, no Centro de Convenções da Bahia. Será a última aparição de Popó antes do combate. Aliás, ele está há duas semanas totalmente concentrado para a luta. Treina em sua casa e só deu entrevistas para a Rede Bandeirantes e rádios locais, como promoção para a noitada.Nova casa - A noitada de sábado será exibida integralmente pela TV Bandeirantes, que superou a oferta financeira feita pelo SporTV, canal da Globosat. A Band também vai apresentar as próximas cinco edições do Boxe Brasil - dessa vez, em Salvador, o projeto está em seu terceiro evento. Mas se Popó disputar mesmo o título mundial em novembro, nos Estados Unidos, diante do norte-americano Juan Diaz, dono do cinturão dos leves da Federação Internacional de Boxe, a luta poderá ser apresentada pelo sistema pay-per-view da Globosat, empresa com a qual o pugilista brasileiro está apalavrado desde dezembro do ano passado.O empresário norte-americano Arthur Pelullo, que cuida da carreira de Popó no exterior, chega nesta sexta-feira a Salvador e deverá anunciar oficialmente o futuro do ex-campeão mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.