Popó: "Não preciso provar nada a ninguém"

?Não tenho mais nada para provar a ninguém. Tenho 35 lutas, 35 vitórias e 31 nocautes. Se o Mayweather (Floyd Mayweather, campeão do leves do Conselho Mundial de Boxe) quiser me enfrentar, ele que venha me procurar. Ele precisa de mim. Eu não preciso dele.? Foi com esta confiança que o boxeador Acelino Popó Freitas, campeão dos leves pela Organização Mundial de Boxe (OMB), desembarcou, nesta quinta-feira pela manhã, no Aeroporto Internacional de Cumbica. Popó ratificou que vai seguir entre os leves e, desta forma, terá de abdicar dos cinturões da OMB e da Associação Mundial de Boxe (AMB). O pugilista, de 28 anos, pretende voltar aos ringues em abril e fazer mais dois combates no segundo semestre. Perguntado se já teria superado Éder Jofre - campeão dos galos (1960 a 1965) e dos penas (1973) -, Popó disse que ?cada um teve sua época?. ?Sou o melhor do Brasil. Tenho três títulos mundiais e estou invicto há 35 lutas. Sou respeitado nos Estados Unidos e ganhei meu espaço no boxe.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.