Popó se protege contra o frio nos EUA

O frio próximo do zero grau centígrado em Connecticut, nos Estados Unidos, fez o boxeador brasileiro Acelino "Popó" Freitas não sair do Hotel Hollyday Inn, onde está hospedado desde o dia 27 para o combate da madrugada de domingo contra Artur Grigorian, do Usbequistão. Estará em jogo o título dos leves da Organização Mundial de Boxe (OMB), que pertence ao pugilista usbeque.Há duas semanas, o lutador baiano teve de superar uma gripe, que chegou a atrapalhar um pouco seu esquema de treinamento. Por isso, todo cuidado é pouco nessa reta final de preparação para a luta."Foi uma semana de manutenção", afirmou o treinador porto-riquenho Oscar Suarez, que cuida da preparação do lutador brasileiro. Uma academia foi montada em um dos salões de convenção do hotel, onde Popó pôde fazer esteira e realizar exercícios físicos.Mas nada de ringue. Foram mais de cem roundes de treinamento para encarar o canhoto Grigorian. Tudo feito no clima mais quente de Palm Springs, na Califórnia, onde o brasileiro se preparou durante 50 dias.Contrato - O duelo com Grigorian será o último de Popó sob contrato com a emissora norte-americana Showtime, a mesma de Evander Holyfield e Mike Tyson. O brasileiro evita fazer qualquer comentário sobre seu futuro, mas as lutas do atual campeão dos superpenas pela Associação Mundial de Boxe e Organização Mundial de Boxe interessam para a HBO, concorrente da Showtime e que detém os direitos de transmissão dos combates de Lennox Lewis, Oscar De La Hoya, Roy Jones Jr., entre outros.A nova tendência nos Estados Unidos poderá levar os lutadores a fazerem contratos luta a luta. O que pode levar os atletas a receberem um valor superior ao atual, afinal não terão garantias se perderem o combate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.