Popó vai se igualar a Eder Jofre

O boxeador brasileiro Acelino Popó Freitas, de 27 anos, defende pela nona vez o cinturão mundial dos superpenas da Organização Mundial de Boxe (OMB), na madrugada de domingo, em Chicago, diante mexicano Juan Carlos Ramirez. Popó também colocará em jogo, pela segunda vez, o título da Associação Mundial de Boxe. O duelo terá transmissão ao vivo da TV Globo a partir da meia-noite de sábado. Popó, guardada as devidas proporções, vai se igualar a Eder Jofre, que entre 1960 e 1965 defendeu em nove oportunidades o título dos galos. Na nona defesa, frente ao japonês Fighting Harada, o Galo de Ouro foi derrotado em um combate polêmico, em Nagoya. Eder também ganharia entre os penas em 1973. Popó conquistou o título da OMB em agosto de 1999, ao nocautear o Anatoly Alexandrov no primeiro assalto. O cinturão da AMB foi ganho em janeiro de 2002, após a difícil vitória sobre o cubano Joel Casamayor. O invicto Popó soma 32 vitórias, 29 por nocaute. O último nocaute registrado foi em 27 de janeiro de 2001, no primeiro assalto sobre Orlando Soto. De lá para cá foram três vitórias por pontos, diante de Alfred Kotey, Joel Casamayor e Daniel Attah. ?Hoje não tenho mais a preocupação de terminar meus combates rapidamente com medo de não ter gás para aguentar uma luta inteira?, afirmou o brasileiro. ?Minha preparação me dá confiança de procurar o nocaute com calma ou conquistar a vitória por pontos?, disse Popó, que passou seis semanas em Porto Rico e está desde segunda-feira em Chicago, local da luta. O frio de Chicago, que chegou a 14 graus negativos no domingo, não assusta o baiano Popó. ?Dentro do ginásio tem ar condicionado.? Caso vença Ramirez, Popó, que ainda tem contrato de três lutas com o canal Showtime, descarta uma revanche com Casamayor. ?Vamos deixar ele esperar mais um pouco.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.