Por desistências, Bolt não terá adversários para o bi nos 100 m

DAEGU, Coreia do Sul

, O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2011 | 00h00

Usain Bolt sonha em ser um mito do atletismo mas, em 2011, colecionou más apresentações nos 100 m. Em suas declarações, é sucinto: "Estou aqui para ganhar, não para bater recordes." Mas, em Daegu, praticamente não terá rivais.

Seu principal oponente, o compatriota Asafa Powell, desistiu da prova ontem, lesionado. Ele tem o melhor tempo do ano na prova. Os outros seguintes da lista - Tyson Gay, Steve Mullings e Mike Rodgers - também estão fora. Com os 100 m no colo e as boas atuações nos 200 m, Bolt deve repetir os resultados de Berlim, há dois anos - ou seja, ouro em ambas as disputas.

Daegu também terá outras atrações. No salto com vara, todos esperam por um retorno triunfal de Yelena Isinbayeva, depois de um ano sabático. Nos 110 metros com barreiras, uma disputa eletrizante colocará, frente a frente, o chinês Liu Xiang, recuperado de lesão, o americano David Oliver e o cubano Dayron Robles, recordista mundial.

Daegu também chamará a atenção do esporte paraolímpico. Pela primeira vez, duas provas de cadeirantes (400 m masculino e 800 m feminino) estão no programa. E, claro, Oscar Pistorius entrará na história ao alinhar na pista para os 400 m: ele é o primeiro atleta amputado que, mesmo com próteses, correrá um Mundial convencional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.