Por Libertadores, técnico quer um grande reforço para 2012

Treinador deve ganhar hoje algumas promessas, como Felipe, Vítor Júnior e Osvaldo, mas espera ainda um nome de peso

/ F.H. e V.M. , O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2011 | 03h02

Tite fará um pedido ao presidente Andrés Sanchez. Ele quer um craque, um jogador que faça a diferença em 2012. Andrés, que passará o comando do clube ao diretor de futebol Roberto de Andrade dia 15, espera atender ao pedido do treinador e quer uma lista com nomes de possíveis reforços.

O objetivo do time para a próxima temporada é claro. Ao manter a base campeã e contratar um grande jogador, a direção foca na conquista da Taça Libertadores. Andrés dará uma entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, hoje, e deve confirmar a contratação de alguns jogadores para compor o grupo, além de fazer balanço de sua administração.

O meia Vítor Júnior, que estava no Atlético-GO, e o zagueiro Felipe, do Bragantino, já estão acertados. Outros que estão na mira, todos apostas, são o volante Guilherme, da Portuguesa, e os atacantes Oswaldo, do Ceará, e Júlio César, do Figueirense.

"Já temos jovens contratados para compor elenco e estamos negociando com três, quatro grandes jogadores", disse Andrés. O craque, ou a "cereja do bolo", como costuma dizer Tite, porém não será anunciado hoje.

O presidente nega que tenha negociado com Douglas, do Grêmio, e Montillo, do Cruzeiro. O jogador que Andrés gostaria de contratar, ainda que negue, é o argentino Carlitos Tevez, do Manchester City, da Inglaterra. O atacante seria o grande nome do time para disputar a Libertadores e tentar fazer frente ao Santos de Neymar e Ganso.

Andrés não admite mais oferecer R$ 100 milhões para contratá-lo, como fez em julho. Por menos da metade poderia ter negócio. Aliados de Sanchez dizem que vão esperar até janeiro por Tevez. A ideia é que oi argentino desembarcasse no Parque São Jorge na véspera da eleição para presidente, que deve ocorrer em fevereiro.

Os que são contra a volta de Tevez argumentam que não se pode investir tanto num jogador problemático. E que o clube tem de apostar em Adriano, com potencial para ser o principal jogador do time e que tem contrato até o meio do ano que vem.

Base mantida. O único titular que não ratificou a renovação de contrato é o lateral esquerdo Fábio Santos. Mas a tendência é de que continue. Os demais titulares têm contratos mais longos.

O clube recebeu sondagens do futebol italiano pelo volante Paulinho e o zagueiro Leandro Castán, mas proposta oficial por eles não existe, segundo a diretoria. "Não posso dizer que não sai ninguém, mas vou fazer de tudo para manter o elenco", garante Sanches.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.