Por mais audiência, COI vai acelerar desfile de abertura

Expectativa do Comitê Olímpico Internacional é que os Jogos de Londres sejam vistos por 4,8 bilhões de pessoas

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2012 | 03h04

LONDRES - Com a meta de atingir a maior audiência da história, o Comitê Olímpico Internacional (COI) se adapta aos novos tempos, multiplica as câmeras pelo parque olímpico e vai até acelerar o passo na entrada dos atletas no estádio olímpico, sexta-feira, para garantir a atenção do público.

A entidade prevê que 4,8 bilhões de pessoas em todo o mundo vão acompanhar os Jogos, o que significa que o evento baterá todos os recordes de audiência.Mais de 6 mil jornalistas de 192 países estarão na cidade, contra 140 países em 2008, em Pequim.

O número de câmeras também explodiu, chegando a mais de duas mil. "Será o evento mais visto do planeta", apontou Jacques Rogge, presidente do COI. Pelo menos 500 canais mostrarão o evento, contra pouco mais de 400 em 2008. As novas tecnologias também desembarcaram com força. Uma das câmeras conta com um cabo de 2,2 quilômetros de extensão.

Para se adequar às novas necessidades, a ordem é mudar até mesmo a tradicional marcha dos atletas entrando no estádio olímpico. A meta é a de conseguir que esse período, considerado como o mais "perigoso" para a audiência, seja limitado, sem afetar a tradição - algo parecido ao que foi realizado com o desfile de escolas de samba do carnaval quando as televisões passaram a mostrar o evento.

Mas a entidade aponta que a audiência da tevê não será tudo. Este será o primeiro grande evento em que os meios digitais vão superar os considerados como "tradicionais". A aposta na mídia social é também um dos destaques da estratégia do COI para ampliar sua audiência e incrementar o valor de sua marca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.