Por vaga, Adilson abre mão do 3-5-2 contra o Ceará

Com desfalques importantes no Morumbi, Adilson Batista surpreendeu no clássico com o Palmeiras ao resgatar a formação 3-5-2, bastante usada por Paulo César Carpegiani. Amanhã, contra o Ceará, pela Sul-Americana, o treinador dificilmente poderá repetir o esquema, mais defensivo, para reverter a derrota por 2 a 1 sofrida em Fortaleza.

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2011 | 00h00

Vaiado pela quarta vez em cinco jogos no Morumbi, o treinador terá de ir ao ataque para encerrar a série quatro jogos sem vencer e avançar à segunda fase da competição. Por isso, a formação com três zagueiros (Xandão, Rhodolfo e Luiz Eduardo) será desfeita e Lucas retornará à equipe titular no ataque, ao lado de Dagoberto. A novidade pode ser Cicero, que iniciou o último jogo na reserva e pode ganhar outra chance entre os titulares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.