Portugal abre mão dos gols de Liedson

Artilheiro corintiano fica ausente da convocação final da seleção lusa pela segunda vez seguida e joga contra o Coritiba

, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

Em março, Liedson disse que, depois de ter jogado a Copa, "voltaria a defender a seleção portuguesa com o maior prazer". Mas sua expectativa, pela segunda vez seguida, virou frustração. E sua decepção é motivo de enorme felicidade para os corintianos.

Artilheiro da equipe na temporada com 12 gols, o jogador é primordial para o time do técnico Tite. Com o centroavante em campo, a garantia de gols aumenta. Não por acaso, toda vez em que Levezinho balança as redes, o Alvinegro soma três pontos.

Foi assim diante do Grêmio, na abertura do Brasileiro, com virada por 2 a 1. E, para Tite, que isso se repita diante do perigoso Coritiba, domingo, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara.

O responsável por dar a boa e esperada notícia aos corintianos foi o técnico Paulo Bento. Apesar de enaltecer o trabalho de Liedson, sua competência e facilidade em marcar gols, o treinador patrício sempre opta por outros atacantes na seleção.

Ontem, ele cortou Liedson da lista final dos 23 convocados para o jogo das Eliminatórias da Eurocopa diante da Noruega.

Pior, Bento também deixou de fora da relação Ricardo Quaresma, do Besiktas, e Varela, do Porto. Curiosamente, o comandante luso alega que estes são os rivais de Liedson por uma vaga.

Melhor para Tite. Com a lesão de Adriano, a saída de Dentinho e a falta de preparo físico de Emerson - se apresenta hoje -, perder Liedson seria ficar apenas com Willian para a posição.

Liedson está garantido, portanto, para o embate com o Coritiba. E também diante do Flamengo, dia 5 de junho. Ele poderia ter perdido esses jogos caso tivesse de defender Portugal.

Diante do Rubro-Negro, Liedson deve formar dupla com Emerson, que disse ao jornal Extra, do Rio, que "dará cambalhotas", caso marque diante do Fluminense, seu ex-clube e rival corintiano da quarta rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.