Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Portugal sofre virada incrível no segundo jogo sem Felipão

Time vencia por 2 a 1 até os 45 do 2.º tempo, mas levou dois gols e perdeu para a Dinamarca

O Estadao de S.Paulo

11 de setembro de 2008 | 00h00

No segundo jogo sem o comando de Luiz Felipe Scolari, a seleção portuguesa deu um vexame, ontem, ao perder, de virada, para a Dinamarca, por 3 a 2, em Lisboa, pela segunda rodada das Eliminatórias Européias para a Copa do Mundo de 2010.Comandada por Carlos Queiroz, mas sem o astro Cristiano Ronaldo (machucado), a equipe abriu o placar com Nani, aos 42 minutos do primeiro tempo, e poucas vezes foi ameaçada. Pelo contrário, perdeu muitas oportunidades para ampliar o placar. O castigo veio aos 39 minutos da etapa final, quando Nicklas Bendtner empatou e iniciou a série de momentos dramáticos na partida.Dois minutos mais tarde, o meia Deco, cobrando pênalti, trouxe alívio aos poucos mais de 15 mil torcedores no Estádio José Alvalade, parecendo estar garantida a segunda vitória portuguesa consecutiva.Puro engano. Aproveitando-se da desatenção portuguesa, os dinamarqueses fizeram dois gols em dois minutos (45 e 47) e estrearam com vitória nas Eliminatórias. Christian Poulsen e Daniel Jensen marcaram. "No futebol, não adianta. O time que não faz gols perde o jogo", disse Carlos Queiroz. "Não se pode dizer que jogamos bem, se perdemos. Fizemos muitas coisas boas, mas no final a vantagem foi do rival."Em dois jogos, Portugal soma três pontos, graças à goleada por 4 a 0 sobre Malta, fora de casa, na primeira rodada.Em Helsinque, o atacante Miroslav Klose marcou três gols, mas não evitou o empate da Alemanha, diante da Finlândia, pelo Grupo 4. O jogo marcou a estréia do ex-goleiro Oliver Kahn como comentarista de uma rede de televisão da Alemanha.A França venceu seu primeiro jogo, mas não convenceu. O placar de 2 a 1, em Saint-Denis, sobre a Sérvia não tirou a pressão que sofre o técnico Raymond Domenech. Os atacantes Thierry Henry e Nicolas Anelka fizeram os gols franceses, ambos no segundo tempo.Espanha, Itália e Inglaterra não tiveram dificuldades para vencer pela segunda vez. Os espanhóis, campeões europeus, marcaram 4 a 0 sobre a Armênia - um gol do brasileiro Marcos Senna. Os italianos, campeões mundiais, fizeram 2 a 0 na Geórgia, com gols de De Rossi. A Inglaterra goleou a Croácia, em Zagreb: 4 a 1. Walcott marcou três vezes e Rooney completou a festa inglesa.A Holanda fez seu primeiro jogo e venceu fora de casa a Macedônia por 2 a 1. John Heitinga e Rafael van der Vaart marcaram os gols. A terceira rodada das Eliminatórias Européias será dias 11 e 12 de outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.