Portuguesa acredita em casa cheia na reta final

A Portuguesa está perto de encerrar um jejum de 11 anos sem disputar as semifinais do Campeonato Paulista. Embalada por quatro vitórias seguidas sem sofrer gol, recebe o Mirassol, hoje, às 19h30, no Canindé. O time espera contar com o apoio de sua torcida nesta reta final: joga em casa três das quatro partidas que restam na primeira fase. No G4, ocupa a 4ª posição, com 30 pontos - perde no saldo de gols para o São Paulo, 3º colocado - e só depende de suas forças para se firmar.Mesmo com a boa campanha, a Lusa não tem conseguido fazer valer a vantagem de jogar em seu estádio. Contra times do interior, não houve mais do que 2.400 torcedores nas arquibancadas do Canindé. Coincidência ou não, a Portuguesa ostenta o mesmo aproveitamento como mandante e visitante (67%). Para tentar atrair público, mulheres e crianças até 12 anos não pagam ingresso hoje.Nem precisava. Afinal, desde que Paulo Bonamigo assumiu - é o terceiro a treinar a Lusa este ano -, o aproveitamento é de 100% e a defesa continua intransponível. Agora, só falta mesmo a torcida acreditar.O time que vai a campo hoje terá o desfalque de Ediglê, expulso na última rodada. Em compensação, terá o retorno de Alex Bruno. Na 8ª colocação, com 20 pontos, o Mirassol vem de boa vitória em casa, por 4 a 2, sobre o São Caetano.Também hoje, às 19h30, haverá Paulista x Botafogo e Guaratinguetá x Ituano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.