Portuguesa faz as contas para voltar à elite

Série decisiva para garantir o acesso começa hoje, contra o Santa Cruz, às 20h30, no Canindé

Giuliano Villa Nova, O Estadao de S.Paulo

05 de outubro de 2007 | 00h00

A Portuguesa já faz as contas para garantir o acesso à elite do Campeonato Brasileiro. O técnico Vagner Benazzi estima que, se a equipe conquistar 50% dos pontos em disputa nos 10 jogos que restam, estará na Série A em 2008. E o empenho do time, quarto colocado, com 45 pontos, é a principal promessa para a reta final da Série B. ''''Não sei se vamos conseguir o acesso, mas garanto que os jogadores vão lutar como nunca'''', afirma o treinador, que não terá o atacante Diogo, suspenso, no duelo contra o Santa Cruz, hoje, às 20h30, no estádio do Canindé.Benazzi é o único treinador que não foi demitido, desde o início da Série B, e festeja uma série de seis jogos de invencibilidade do time, que já marcou 98 gols este ano. O treinador acredita que a boa fase é resultado de sua filosofia de trabalho. ''''Quando cheguei, no ano passado, havia uma pressão terrível, a torcida jogava até bomba, depois dos jogos'''', diz Benazzi. ''''Hoje, há tranqüilidade para trabalhar, as categorias de base estão reestruturadas e os torcedores voltaram a acreditar na equipe'''', comenta.IRREGULARIDADEA situação da Portuguesa poderia ser ainda melhor, não fossem pontos perdidos em casa, como no 0 a 0 diante do São Caetano. Mas Vagner Benazzi não acredita que a irregularidade vá prejudicar o time. ''''É possível recuperar esses pontos, se ganharmos fora'''', pondera, ao lembrar dos triunfos sobre Marília (2 a 1) e Vitória (3 a 2). ''''O mais importante é acertar o time, com jogadores que saibam o que é disputar um torneio como esse'''', analisa.Além do Santa Cruz, a Portuguesa enfrentará Remo, Gama, Barueri e Criciúma no Canindé. Terá de enfrentar Ponte Preta, CRB, Avaí, Coritiba e Brasiliense fora de seu estádio.Benazzi confia na força do elenco e só pede atenção com a arbitragem. No empate com o Paulista, por 2 a 2, na terça-feira, o árbitro catarinense Paulo Henrique de Godoy Bezerra expulsou dois jogadores da Portuguesa e teve a atuação contestada pelo clube do Canindé. ''''Só estranho que tenham escalado um árbitro de outro Estado, sendo que temos os melhores árbitro do Brasil em São Paulo'''', opina Benazzi.Além de Diogo, o lateral-direito Wilton Goiano, também suspenso, desfalca a Portuguesa contra o Santa Cruz. Rogério deve ficar com a vaga de Diogo e Osmar substitui Goiano.Ainda hoje, o Criciúma pega o Gama, às 20h30, no Estádio Mané Garrincha, e tenta se manter entre os primeiros. O time de Santa Catarina está em 3º lugar, com 45 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.