Portuguesa perde e ajuda Palmeiras

Derrota da Lusa por 3 a 0 para o Botafogo, ontem, impede o Alviverde de ser rebaixado hoje, mesmo se perder para o Fluminense, que pode ser campeão

O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h04

Em um dos momentos mais dramáticos de sua história, o Palmeiras vai enfrentar hoje o Fluminense, às 17h, em Presidente Prudente, precisando vencer para aumentar pelo menos um pouco as suas diminutas chances de continuar na Série A do Campeonato Brasileiro. Faltando quatro jogos para o fim do torneio, o time alviverde precisa de um milagre para não cair.

Ao menos a torcida palmeirense teve ontem um motivo para comemorar, coisa bastante rara nos dias atuais: a vitória do Botafogo sobre a Portuguesa por 3 a 0, no Rio de Janeiro, tornou impossível a queda do Palmeiras hoje, mesmo em caso de derrota para o Fluminense.

Em uma cidade onde costuma obter bons resultados, o Alviverde tentará superar o time carioca, o que não é nada fácil, e os seus próprios problemas, a começar pela enorme pressão de sua torcida, que muitas vezes se torna violenta. No empate diante do Botafogo, no domingo passado, foi evidente a falta de tranquilidade da equipe.

Se a possibilidade de rebaixamento do Palmeiras hoje não existe, a chance de o Flu ser campeão em Prudente não é pequena. Basta ao clube tricolor do Rio vencer no Interior paulista e torcer por um empate ou uma derrota do Atlético-MG diante do Vasco, em São Januário, no mesmo horário, para comemorar seu quarto título brasileiro (incluindo o Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1970, que a CBF equiparou em 2010 ao Brasileirão).

A situação do Flu é tão confortável que a equipe pode festejar o título hoje mesmo que empate com o Palmeiras. Para isso, será necessário que o Atlético seja derrotado no jogo no Rio.

n Vaga na Libertadores n Sul-Americana Rebaixamento

*Já classificado para a Libertadores

Já rebaixado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.