Portuguesa vacila e perde para a Ponte no Canindé

Time de Campinas quebra a sequência de bons resultados da Lusa, confirma reação e vence a segunda seguida: 3 a 1

, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2011 | 00h00

Tiago Luís nunca foi merecedor dos exagerados elogios do empresário Wagner Ribeiro, que chegou a chamá-lo de "novo Messi". Mas ao menos ontem ele foi um ótimo Tiago Luís, cumprindo um papel determinante para que a Ponte Preta derrotasse a Portuguesa por 3 a 1, em pleno Canindé.

A Lusa foi a campo desfalcada dos lesionados Dodô e Marco Antonio, além de Fabrício e Héverton, afastados por estarem forçando a transferência, de acordo com a diretoria. Mesmo assim, a equipe da casa começou melhor.

A Ponte se arrumou, curiosamente, depois de perder um titular, machucado. O atacante Marcio Diogo acabou sendo substituído por Tiago Luís, autor do gol da equipe de Campinas sobre o São Paulo na rodada anterior. O meia desequilibrou. Aos 12 minutos, passou para Jesus, que ajeitou para Renatinho bater de longa distância e fazer 1 a 0.

Aos 18, o goleiro Bruno cometeu falha incrível e não conseguiu segurar finalização despretensiosa de Guilherme: 1 a 1. Mas Tiago Luís estava lá. Aos 24, bateu forte. Weverton não conseguiu segurar. Jesus apanhou o rebate e desempatou.

Pressão não deu resultado. No segundo tempo, a Portuguesa cresceu e partiu com força para o ataque, mas o goleiro Bruno se redimiu da falha e salvou a Ponte, com várias defesas difíceis. Nos acréscimos, Gerson ampliou, para desespero dos poucos torcedores da Lusa que foram ao Canindé: 3 a 1.

A equipe da capital teve, assim, quebrada uma sequência de dois bons resultados (1 a 0 no Oeste e 3 a 1 contra o Linense) e se manteve com 6 pontos em quatro rodadas. A Ponte confirmou a reação, depois da boa vitória sobre o São Paulo por 1 a 0, sábado, no Morumbi, e foi aos mesmos 6 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.