Andrew Gombert/EFE
Andrew Gombert/EFE

Prefeito cancela Maratona de Nova York

Bloomberg tomou a decisão porque o evento esportivo virou 'fonte de controvérsia e divisão'

AE, Agência Estado

02 de novembro de 2012 | 19h38

NOVA YORK - Após receber muitas críticas dos nova-iorquinos, que ainda sofrem com os efeitos da passagem da supertempestade Sandy, o prefeito Michael Bloomberg suspendeu a realização da Maratona de Nova York, que aconteceria neste sábado. A decisão veio dois dias depois de a Bloomberg afirmar que a corrida ocorreria normalmente.

O prefeito e Mary Wittenberg, presidente da New York Road Runners, realizadora da prova, divulgaram um comunicado conjunto. No texto, admitem que a insistência em manter a corrida, que teve 47 mil inscritos (destes, 20 mil são estrangeiros), virou "fonte de controvérsia e divisão". Ainda não havia informações se a prova será realizada em outra data ou voltará a ser disputada apenas em novembro de 2013.

"A maratona sempre uniu a cidade e nos inspirou com histórias de coragem e determinação. Não queríamos deixar uma mancha sobre a prova ou seus participantes, e por isso decidimos pelo cancelamento."

Em uma entrevista pela manhã, Bloomberg havia defendido a decisão de manter a prova como uma maneira de recolher fundos para ajudar os atingidos pela devastação - pelo menos 39 pessoas morreram na cidade. A New York Road Runners afirmou que doaria US$ 1 milhão e os patrocinadores, mais US$ 1,5 milhão.

Os moradores, porém, protestavam, afirmando que policiais e bombeiros seriam retirados dos trabalhos de construção para ajudar na realização da corrida.

Os próprios atletas não sabiam o que encontrar na prova, embora o percurso não fosse ser modificado. Marilson Gomes dos Santos, que venceu a corrida em duas oportunidades, teve problemas para chegar em Nova York - outros dois brasileiros estavam confirmados, Solonei Rocha e Adriana Aparecida da Silva.

Marilson só conseguiu viajar na noite de quinta-feira, mas deveria ter chegado nos Estados Unidos dois dias antes. O fundista se mostrava preocupado. "Estou mais apreensivo com a situação em Nova York. Não sei se a infraestrutura vai estar pronta para receber tanta gente."

Tudo o que sabemos sobre:
Maratona de Nova Yorkcorrida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.